TissUse : Cura da calvície em 2020? Multiplicação de folículos causaria fim do implante capilar? Empresa alemã diz que sim.

Posted by

logo_big_retina

TissUse, multiplicação de folículos capilares como método para curar a calvície.

Trata-se de uma empresa com sede na Alemanha, em Berlim. Seu foco em pesquisa é o desenvolvimento de uma plataforma para pesquisa pré-clínica em tecidos humanos.

O que isso significa?? Bom, a TissUse quer desenvolver meios para testar remédios, vacinas e outros tratamentos em tecidos humanos antes de serem iniciados os testes clínicos, eliminando dessa forma a necessidade de utilizar animais nos experimentos.

Isso não só reduziria o sorfrimento dos bichos, mas também tornaria o teste em humanos muito mais seguro, uma vez que os testes pré-clínicos já teriam sido feitos em pessoas.

Mas esse não é o único benefício da linha de pesquisa. A tecnologia da TissUse aceleraria as pesquisas de todos os medicamentos, uma vez que seriam estudados os efeitos sistêmicos de uma droga no tecido humano antes que ela seja, de fato, utilizada em humanos, permitindo prever, por exemplo, a toxicidade e a eficácia in vitro dos compostos.

Em decorrência desta pesquisa, a empresa quis aprofundar estudos sobre reparação de órgãos, começando com o mercado cosmético de transplantes de cabelo.

O que é o chamado transplante capilar inteligente (Smart Hair Transplant)?

A premissa adotada pela empresa é de que, atualmente, o transplante capilar é um procedimento caro, invasivo e ineficiente, pois atualmente exige-se a excisão cirúrgica de um retalho de pele que contém, no máximo, 8.000 enxertos. Em boa parte das vezes, o resultado gerado é cosmeticamente pobre, dado a insuficiência da quantidade de fios para cobrir a área calva do paciente.

Como vantagem competitiva nesse mercado, a empresa quer desenvolver aquilo que batizou de “Smart Hair Transplant” (transplante capilar inteligente), que seria um processo mais eficiente e menos doloroso para alcançar resultados melhores.

O procedimento consiste em isolar células a partir da papila dérmica, a raiz do folículo piloso, de onde seria possível expandir a cultura das células para formar neopapilas.

Neopapilas são precursores dos folículos. Nas pesquisas, essas células demonstraram-se aptas a desenvolver o folículo capilar in vitro, ou seja, no tubo de ensaio a hipótese se mostrou verdadeira.

Por esse motivo, a abordagem seria mais eficiente que os transplantes atuais, exigindo apenas a extração de 30 biópsias, através das quais seria possível produzir 10.000 neopapilas (300 vezes mais transplantes).

Dessa forma, seria um método muito menos invasivo do que o padrão de transplante cirúrgico!

Além disso, seria capaz de fornecer uma quantidade ilimitada de folículos, superando o maior obstáculo que o transplante tradicional enfrenta para oferecer um bom resultado, isto é, a limitação da zona doadora.

smart-hair-transplant-advantages

Início dos testes

O início  da primeira fase de testes ocorrerá entre 2017 e 2018.

Deve-se ressaltar que,  em razão da nova legislação americana (21st centuries cure act) recentemente aprovada em dezembro de 2016, será possível a comercialização do tratamento ainda na segunda fase das pesquisas, o que poderia ocorrer já em 2020.

Conclusão

  • Mais eficiente em comparação com processos convencionais de implante capilar;
  • Mais rápido, mais conveniente e menos doloroso;
  • Requer poucas biópsias e produz grande número de folículos capilares
  • É bastante comparável ao método de Riken / Kyocera / Organ Technologies.

Acredito que, quanto mais empresas trabalharem na busca de uma cura para alopecia androgênica, melhor para todos nós que sofremos do problema.

Se você quer se manter atualizado e receber notícias sobre pesquisas relacionadas à cura definitiva para a calvície, clique no botão na barra direita superior do site, e se inscreva.

5 comments

  1. Ja ha uns quantos anos que ouço falar sobre isso não nunca mais aparece isso sim essa nova técnica ia resolver realmente o problema de muita gente e o meu também! Mas com tanta demora parece que ha muita gente interessada em que esse tratamento saia pois ia acabar com os transplantes tratamentos capilares etc que movimenta milhões todos os anos e não resolve realmente o problema das pessoas! Espero que consigam desenvolver essa técnica e pola em pratica o quanto antes para acabar com as clínicas que vivem as custas dos problemas dos outros e nunca os resolvem so tornao as pessoas dependentes dos seus tratamentos!

    Like

    1. Concordo com você Antônio.

      Contudo, eu acredito que, embora as clínicas de transplante faturem muito dinheiro, elas não tem força para lutar contra os investidores que estão custeando essas pesquisas. Estamos falando de fundos com bilhões de dólares a disposição dos pesquisadores.

      A realidade é que, como você disse, calvície é um mercado bilionário, que hoje é explorado por tratamentos ineficientes. Há uma corrida para solucionar o problema e capturar esse mercado. Sei que há muito tempo escutamos isso mas, eu criei esse blog exatamente por acreditar que, dessa vez, a coisa vai chegar logo.

      Aproveito e te convido para seguir nosso blog, inscrevendo seu e-mail na barra à direita, pois assim você se mantém atualizado quando eu publicar novos materiais.

      Abraços

      Like

  2. Essa tecnica funcionaria para quem ja esta no estagio avançado nw7 e voltaria nw0 por exemplo?No caso menos invasivo que o implante seria duas ou tres agulhadas para injetar as células?

    Like

    1. Em tese, sim, reverterá nw7, uma vez que são necessários poucos folículos para produzir a quantidade necessária para cobrir a parte calva. Menos invasivo porque precisa extrair uma quantidade menor de folículos da área doadora.

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s